A VISÃO DA VIDA QUE A DOUTRINA ESPÍRITA NOS OFERECE

Ana Gaspar

A VISÃO DA VIDA QUE A DOUTRINA ESPÍRITA NOS OFERECE

Cada pessoa tem uma visão mais ou menos pessoal a respeito do mundo que nos cerca.

Esta visão é resultado de vários fatores que acabam por influenciar a nossa personalidade existencial.

Dentre esses fatores podemos citar a educação recebida dos pais transmitindo aos filhos seus próprios conceitos, dentro das melhores intenções, mas que nem sempre correspondem a real necessidade da criatura que mais uma vez busca evoluir através do processo da reencarnação.

Também somos condicionados pelos impositivos da sociedade a que pertencemos; pelas circunstâncias que nos levam a determinadas atitudes e ainda devemos lembrar a orientação religiosa que muitas vezes oprime e sufoca, colocando diante de nós regras pré-determinadas a maioria sem fundamento lógico, mas carregadas de uma longa tradição capaz de nos anular o livre raciocínio.

Dentro desta confusão de princípios impostos, mas nunca explicados, vamos vivendo questionando a vós mesmos e às regras que nos afrontam.

Mas, chega um momento em que não é mais possível ignorar as circunstâncias que nos envolvem a insegurança nos abala, nosso íntimo se rebela e nos sentimos temerosos porque ignoramos os motivos que nos tornam prisioneiros de tantos pensamentos contraditórios.

Começamos então a procurar outros caminhos; sondamos as pessoas conhecidas para saber como elas encaram o problema existencial e frequentemente abordamos o assunto através dos livros desejando encontrar nos pareceres literários aquela explicação conclusiva. Mas este último caminho tanto pode nos ajudar como nos confundir, porque hoje em dia são inúmeras as teorias (a maioria de cunho pessoal), que se propõem a dar explicações e oferecer receitas, muitas até absurdas, a respeito do que transcende a matéria e o visível.

O tempo continua sua marcha, as nossas incertezas aumentam, mas um certo dia nos defrontamos com o Espiritismo. Finalmente, uma porta se abre para nos ajudar...

Aos poucos vamos penetrando essa Doutrina diferente que nos oferece liberdade, mas ao mesmo tempo nos conscientiza da responsabilidade que nos cabe no contexto em que vivemos. Passamos a entender a realidade espiritual que nos lembra que cada pessoa tem um compromisso específico na vida, sem esquecer a bagagem do passado que todos carregamos.

A Doutrina Espírita é na verdade um conjunto de oportunidades a nos acenar com princípios morais, conceitos lógicos e sobretudo a firmeza de uma fé raciocinada.

Depois de conhecer a Doutrina Espírita, passamos a sentir o mundo de forma diferente. A insegurança de antes desaparecer para dar lugar à certeza da continuidade do existir e dar confiança nas Leis Divinas. É o momento de enveredar pelos caminhos do aperfeiçoamento estudando a Codificação tão bem estruturada por Kardec com o auxílio dos espíritos superiores.

Sem esquecer que esta Doutrina tem por base o Evangelho onde Jesus o maior dos Mestres que a humanidade terrena já conheceu, nos oferece os mais perfeitos exemplos e nos ensina que “Devemos amar o próximo como a nós mesmos. ”

Atualmente o mundo está muito carente do verdadeiro amor e os princípios enaltecidos por Jesus precisam ser resgatados para que a humanidade possa evoluir espiritualmente.

Além da Codificação, a Doutrina Espírita também nos oferece uma vasta literatura elucidativa e a seguir transcreveremos alguns trechos do livro Jesus e Atualidade, ditado pelo Espírito Joanna de Angelis, psicografia de Divaldo P. Franco.

“ A atualidade do pensamento de Jesus surpreende os mais cépticos estudiosos da problemática humana, sempre complexa e desafiadora, nestes dias. ”

“... A psicoterapia que Ele utilizava era centrada na reencarnação, por saber que o homem é o modelador do próprio destino, vivendo conforme o estabeleceu através dos atos nas experiências passadas. ”

“... Não te crucifiques na consciência de culpa, após reconheceres o teu erro. ”

“...Não te encarceres em sombras, depois de identificares os teus delitos. ”

“Não te amargures em demasia, descobrindo-te equivocado. ”

“Renasce dos teus escombros e recomeça a recuperação de imediato evitando futuros retornos expiatórios, injunções excruciantes, situações penosas. ”

“...A reencarnação de quem te utilizas é concessão superior, que não podes desperdiçar.

Abrevia os teus renascimentos agindo corretamente e servindo sem cansaço, com alegria, porquanto, para adentrares no Reino dos Céus, que se estende da consciência na direção do infinito, é necessário nascer de novo, conforme Ele acentuou. ”