Palestrante Espirita

Reprodução: Carta ao Leitor Revista Internacional do Espiritismo edição de Junho/2021




Carinhosamente a Diretoria do O Clarim nos permitiu a reprodução e indicação da matéria de Capa do mês de Junho/2021, A gloriosa tarefa do palestrante espírita, de Waldehir Bezerra de Almeida, que acreditamos ser uma grande contribuição para análise e reflexão sobre o papel do Palestrante Espírita. Segue aqui trecho da Carta ao Leitor e link da matéria completa, no site da Revista Internacional do Espiritismo para sua leitura.


Disse Cairbar Schutel em Parábolas e Ensinos de jesus: “O homem que cumpre seu dever a nada mais fica obrigado. Quando o homem faz o que pode, Deus faz por ele o que ele por si mesmo não pode fazer."

Há muitas possibilidades de sermos úteis em nossa encarnação. Uma delas é quando agimos com a intenção de bem influenciar, com pensamentos positivos e energias renovadoras, aqueles que caminham conosco na trajetória evolutiva.

Neste cenário, nos 'espiritas somos privilegiados, pois qualquer adepto pode candidatar-se a fazer uso da palavra e emitir suas reflexões. Não há hierarquia no movimento espirita; a única exigência que se faz a palestrantes novos ou experientes é que estejam comprometidos com a codificação espirita e alinhados ao pensamento de Allan Kardec. Para isso, é preciso vigilância e estudo constantes, evitando o deslumbramento e a ilusão de que é mais sábio que seus espectadores. Ledo engano. O palestrante, tal qual o escritor, é o primeiro que deve refletir a respeito do tema que discorre. Fala, antes de tudo, para si.

“Quando usamos a tribuna espirita emitimos ideias, energia consoladora e até curadora, emoções revitalizadoras e encorajamento. As ondas de nossa fala não são captadas apenas pelos encarnados que nos ouvem, mas, também, pelos desencarnados que, sensibilizados, se rendem a ajuda dos mentores espirituais dispostos a cooperar em suas recuperações." (1)

A boa palavra, aquela que tem um fim útil, sempre encontra seu destinatário. Ela vence distâncias e ultrapassa barreiras, cumprindo seu papel consolador.

E isso também acontece neste momento de isolamento social, em que as palestras se intensificaram em ambiente virtual. Ainda que o orador não receba diretamente as energias daqueles que o ouvem, “(...) a certeza de que esta sendo visto e ouvido, com muito interesse, por centenas de espiritas ou não, no recesso dos seus lares, deverá fazer o palestrante sentir o grau de sua responsabilidade e animar-se com a gloriosatarefa"l1l.

Exaltemos, pois, a tarefa gloriosa do palestrante espirita, pega chave na manutenção e evolução da nossa querida Doutrina Espírita.


(1). Trecho extraído da matéria de capa desta edição: A gloriosa tarefa do palestrante espírita, de Waldehir Bezerra de Almeida


Link para leitura da matéria completa: https://assinaturas.oclarim.com.br/materias_rie/a-gloriosa-tarefa-do-palestrante-espirita/?idRevista=7067

82 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
logo.png